Dicas para executar corretamente telhados com telhas de concreto.

Telhados coloridos – verdes, vermelhos, amarelos, azuis – começam a pintar a paisagem das cidades brasileiras. As novas coberturas são realizadas com telhas de concreto, fabricadas com uma argamassa homogênea de cimento, areia, água, pigmento e, opcionalmente, aditivos plastificantes. No Brasil, ainda há uma enorme área a ser coberta por esse produto, que apenas ensaia os primeiros passos no país: sua participação não passa dos 3%, segundo fabricantes e especialistas da área. Na Europa, por exemplo, as telhas de concreto detêm mais de 50% do mercado e na Itália atingem 70%. Assim, estima-se que há um enorme potencial, ainda inexplorado, no mercado brasileiro.

Um dos diferenciais é a qualidade do produto, muito superior às telhas tradicionais, de cerâmica. Os equipamentos de fabricação, de avançada tecnologia, praticamente induzem os bons resultados no final da linha de produção: um bom maquinário, cimento e agregados adequados, além de respeito às dimensões e especificações das normas técnicas, juntos, fazem com que a telha de concreto tenha um elevado padrão de qualidade. Outra diferencial é ambiental. A fabricação das telhas de cerâmica requer muita energia e libera, em seu processo de produção, grande quantidade de CO². A produção da telha de concreto – por depender apenas da cura do cimento – não libera nenhum resíduo, garantem os fabricantes.

Dicas de execução

Para as telhas que não são resinadas, deve-se molhá-la antes de iniciar o assentamento da cumeeira, que deve ser feito com argamassa de cimento, cal e areia no traço 1:1:8. A argamassa deve descansar de 10 a 15 minutos e, em seguida, ser misturada até atingir a consistência de uma “farofa”. De acordo com Antonio Alves Goulart, instrutor do Senai, em telhados com telhas de concreto com inclinações de até 45%, a amarração das telhas pode ser dispensada desde que os beirais sejam parafusados no ripão.

Se a aplicação da manta térmica estiver prevista no projeto, esta deverá ser colocada horizontalmente entre os caibros e os recaibros, e grampeada nos extremos do conjunto do madeiramento do telhado. Para evitar deformações na superfície do telhado, o assentamento das telhas deve ser feito sobre uma trama de caibros de secção quadrada, 5 x 5 cm, e por ripões. No beiral, use sempre dois ripões para manter o nível.

Passo a Passo

– Passo 1: Antes de iniciar a colocação, confira o alinhamento vertical com a ajuda de um esquadro.
– Passo 2: Inicie a colocação das telhas da primeira fiada do beiral sempre da direita para a esquerda.
– Passo 3: Depois de colocada a fiada do beiral, distribua as telhas em faixas verticais, começando sempre pela direita.
– Passo 4: Antes de iniciar o preenchimento da cumeeira, meça verticalmente o encaixe da telha, do ponto de recobrimento até a linha central do espigão.
– Passo 5: Em seguida, meça horizontalmente.
– Passo 6: Transfira as medidas para a telha, faça as marcações horizontais e verticais e una os pontos traçando um triângulo.
– Passo 7: Durante o corte, molhe bem o disco da serra elétrica com água.
– Passo 8: Inicie o corte pelas saliências da telha, sempre molhando o disco da serra elétrica enquanto estiver executando o serviço.
– Passo 9: Em seguida, vire a telha de cabeça para baixo e finalize o corte, também pelas saliências.
– Passo 10: Separe a peça.
– Passo 11: Encaixe-a no espigão.
– Passo 12: Prepare o emboço para o assentamento da cumeeira.
– Passo 13: Com a ajuda da colher de pedreiro, distribua a argamassa no encaixe da telha de forma a criar uma linha contínua.
– Passo 14: Em seguida, aplique a peça cortada sobre a telha.
– Passo 15: Para evitar falhas, os vazios dos canais da cumeeira deverão ser preenchidos com cacos de telha, aplicados sobre a primeira camada de emboço.
– Passo 16: Aplique uma nova camada de emboço nas extremidades, agora já preenchidas com os cacos de telha, de maneira a criar duas linhas contínuas.
– Passo 17: Encaixe a telha na cumeeira do telhado com cuidado.
– Passo 18: Antes de assentar a peça seguinte, coloque o emboço no rebaixo da telha.
– Passo 19: Com a colher de pedreiro, inicie o arremate do emboço.
– Passo 20: A camada de acabamento do emboço deve ficar 90% inclinada em direção à cumeeira, eliminando, dessa forma, a área de absorção de água da argamassa.
– Passo 21: Com uma esponja úmida, remova o excesso de emboço das juntas.
– Passo 22: Depois que a argamassa estiver seca, remova o excesso do cimento com uma esponja seca.

Informações: Equipe de Obra e Prisma
Imagens: Extra

Decoração de Quarto de Bebê Menina

É hora de decorar o quarto do bebê mas não sabe como? Veja esse ótimo exemplo de decoração.TeT_decoracao_quarto_bebe_menina_1

Vim dividir hoje com vocês a decoração do quarto da neném de um amigo do meu trabalho.

TeT_decoracao_quarto_bebe_menina_2

O quarto foi pensado e decorado com muito amor pelo papai e pela mamãe.

TeT_decoracao_quarto_bebe_menina_3

quadrinho da porta da maternidade foi feito pela própria mamãe.

TeT_decoracao_quarto_bebe_menina_4_papel_de_parede

Papel de parede fofo de ursinhos e o quadrinhos decorativos também feitos pela mamãe.

TeT_decoracao_quarto_bebe_menina_5

A tinta da parede foi preparada para combinar exatamente com a cor do papel de parede.

TeT_decoracao_quarto_bebe_menina_6

TeT_decoracao_quarto_bebe_menina_7_ursinho

Foi a mamãe também que fez os lindos ursinhos decorativos da cortina.

TeT_decoracao_quarto_bebe_menina_8

O berço e a roupa de cama são da Sleeper.

TeT_decoracao_quarto_bebe_menina_9TeT_decoracao_quarto_bebe_menina_10

Mais detalhes fofos da decoração. A prateleira é da P.Q.Nos Detalhes e foi a mamãe que pintou.

TeT_decoracao_quarto_bebe_menina_11_oracao

Plaquinha com oração feita pela mamãe.

TeT_decoracao_quarto_bebe_menina_12

A foto mais linda!

TeT_decoracao_quarto_bebe_menina_13

A decoração ficou bem delicada. Amei!

Quem quiser conhecer um pouco mais do trabalho da mamãe pode visitar oblog dela.

Beijinhos!

 

Fonte:tijolosetecidos

Como escolher as cores para a sua casa?

Escolher as cores da casa é um trabalho muito divertido, mas ao mesmo tempo ingrato. São tantas cores e tendências lindas disponíveis hoje que dá um nó na cabeça da gente. Se arrepender da escolha, enjoar do tom, ter retrabalho… Ou ainda, você talvez até pinte a sua parede de uma cor diferente, mas não sabe por qual caminho seguir com o restante da casa a partir disso. Isso acontece com você?

Aconteceu comigo também. O mais importante é saber que isso faz parte do processo. São poucas as pessoas que acertam de primeira. Geralmente, chegar onde realmente queremos e gostamos exige experiências, pesquisa e paciência (afinal, tem uma questão de bolso também). Mas alguns pontos podem nos ajudar bastante nisso. E aqui vão algumas dicas:

sdasdasdasd
Pinterest e Instagram são ótimas fontes de inspiração. Vá arquivando no seu celular ou no computador os ambientes preferidos até ter um número considerável de referências. Depois, analise: a maioria dos ambientes têm paredes claras e acessórios coloridos ou é tudo muito neutro? As bases são neutras e os detalhes coloridos ou o contrário? Quais cores essas imagens têm em comum? Depois dessa análise, você está apta pra escolher a tendência e o padrão que poderá ser incorporado na sua casa.

50fc67905a4fbdf0a92f7f4fd0251f7d
A regra é bem simples: tudo exagerado fica over. A saída é quebrar tudo o que é demais com o inverso. Por exemplo: se a sua cozinha tem paredes claras e os eletrodomésticos e armários neutros, o colorido pode ficar por conta dos objetos. Se a sua sala de estar tem móveis cheios de cores vivas e fortes, quebre com almofadas, tapetes e itens mais neutros.
Assim, você dá respiro ao ambiente, um descanso bom para os seus olhos e evita que o local fique pesado e cansativo.

530b29c93238a89b5d004e18dd1a582b
Não é só porque a parede da sua sala é azul que todos os itens de decoração precisam destoar dessa cor. Afinal, repetir cores cria simetria, além de um design forte e preciso. Você pode ter almofadas também azuis e objetos do mesmo tom no hack da TV, na mesa de canto ou de centro, por exemplo. Nesse exemplo aqui de cima, a repetição se dá com o laranja: nas flores, quadros, almofadas, manta e mesinha de centro.Em todos os outros ambientes da casa pode ser aplicado a mesma regra!

Viu como não é nada complicado? Você só precisa de bastante pesquisa e paciência! :)

Fonte:apartamentoterapia.

TINTAS: VOCÊ SABE A DIFERENÇA ENTRE ELAS?

Eu sou super a favor de mudar a decoração da casa de acordo com o nosso estado de espírito. Afinal, esse é o único lugar O da vida que deve ficar e-xa-ta-men-te como nós queremos para nos sentirmos bem, confortáveis e à vontade. Por isso, se a parede branca, o hack preto ou a cômoda “begecordeburroquandofoge” estão te incomodando, lembre-se: todos eles podem se transformar em novos se apenas adicionarmos uma nova cor.

E é geralmente aí que o bicho pega. A tinta.

57284300

Quando você vai atrás de tinta, encontra uma infinidade de opções, texturas e funcionalidades. É tanta coisa, tanta variedade que nos deixa loucos. Se você não tem uma noção das diferenças entre os grupos, acaba usando um único critério: a cor. Uma vez, fiquei horas pra escolher uma tinta para a parede do meu antigo apartamento, até que um atendente da Leroy Merlin me abordou e me disse: não existe uma tinta híbrida para todas as aplicações, tem que levar em consideração a superfície e o local onde ela vai ser aplicada. Lembro que olhei pra ele com uma cara de pelamor de Deus me ajuda. E assim, ele me deu uma dica básica: ler e interpretar os rótulos dos produtos.

Então hoje, vou fazer a atendente de loja de tintas e passar algumas dicas pra vocês. Se arrumar aquele móvel antigo está nos planos, leve em conta essas indicações:

LATEX

É a mais comum delas. Por ter uma base solúvel em água, ela seca rápido e tem odor mínimo. O tipo látex PVA, por exemplo, é o mais indicado para o interior da casa e pode ser limpo apenas com um pano úmido. Não é recomendada para áreas externas, nem superfícies molhadas ou que podem receber água.

ACRILICA

É parecida com a látex porque também é solúvel em água e seca rápido. A diferença está na composição do produto: como contém resinas acrílicas, dá alta impermeabilidade e, por isso, pode ser indicada para pinturas externas, além de superfícies na cozinha, banheiro e área de serviço. Outra diferença (além do preço, ela é mais cara) é na hora da limpeza: enquanto a látex deve ser limpa com pano úmido, a acrílica permite ser lavada em água abundante.

ESMALTE

É boa para ser aplicada em ferro e madeira porque não é à base de água e sim de óleo. Portanto, se o seu objetivo é reformar aquela cadeira de madeira, por exemplo, é a mais indicada de todas. Já para as paredes, não contem com ela. O preço é mais alto que as demais.

EPOXI

São ideais para pinturas em áreas de inundação, como por exemplo, piscinas. Como o manuseio dela é muito específico, é sempre bom contar com um profissional para dar aquela ajuda amiga e evitar problemas futuros. Para a parte interna da casa, é indicada para box do banheiro e área de serviço.

VERNIZ

Uma vez aplicado o verniz, ele forma uma camada protetora sólida e fina que protege a área. É indicada para finalizar a reforma em superfícies de madeira e ferro, por exemplo.

O BRILHO: FOSCO, SEMIBRILHO OU ACETINADO?

Fosco: atualmente pode ser encontrado nas tintas látex e acrílica. Esconde bem as imperfeições da superfície, dá aspecto aveludado, mas é bem chatinho na hora de limpar.

Semibrilho: é indicado para superfícies bem lisas, sem ondulações, pois ele costuma deixar evidente as imperfeições. É o tipo de acabamento que proporciona mais brilho e reflexo.

Acetinado: tem brilho intermediário em relação ao fosco e o semibrilho. Esse tipo de acabamento dá um toque de seda à parede, esconde um pouquinho as imperfeições e são recomendados para cores claras.

Dicas anotadas? :)

Fonte: ApartamentoTerapia

Saiba como utilizar o Papel de Parede

O papel de parede já é uma paixão antiga. Desde quando os europeus começaram a utilizá-lo para decorar somente uma parte da parede como uma alternativa prática para substituir quadros e tapeçarias, esse item nunca mais saiu de moda.

Atualmente ganharam as mais diversas cores e formas, e são capazes de dar uma nova personalidade aos ambientes. Essa tendência pode ser aplicada em qualquer espaço, desde combine com o restante dos elementos, decoração e cores do local.

Papel de Parede

Os mais escolhidos ainda são os estampados, que acabam sendo um revestimento decorativo para a parede. Mas a aplicação requer alguns cuidados, principalmente quando a parede foi pintada de cores escuras.

Para combinar com ambientes pequenos é aconselhável utilizar os tons mais claros e estampas estreitas, se o papel for cobrir um lado completo do cômodo. Isso pode ajudar a dar a impressão de que o local é mais amplo. Para causar esse efeito, as listras verticais também são perfeitas.

Papel de Parede

Se escolher estampado ou listrado, preste atenção na parte da emenda para que ela não fique evidenciada ou não ficar irregular e desconexa. Outra dica é optar pelos neutros, para não enjoar.

Para renovar o espaço, aposte em um papel que cobre a parede que dá de cara para a entrada. Como este item deve ser o destaque no ambiente, não deve ser utilizado em todas as paredes do espaço, e sim, somente na principal.

Papel de Parede

Antes de aplicar, certifique-se de que a parede tenha sido lixada e pintada, de preferência com uma demão de tinta látex, assim ele irá colar melhor e não corre o risco de marcar as imperfeições ou rachaduras. Ao colar o papel, ele pode formar algumas bolhas de ar, nestes casos, utilize um pano levemente úmido para ir pressionando o papel no momento em que ele é fixado, só não esqueça de utilizar um pano limpo para não manchar o papel de parede.

 

Fonte: Artigos Para Casa

Inspiração do dia: ideias de decoração para a sala

Você está querendo fazer uma decoração na sua casa mas está fora do orçamento? Veja essas dicas de decoração e dê um charme ao seu ambiente.

Mania de Decoração

Minha sala é bem ampla e, apesar de ter um sofá de pallets com mais de dois metros de comprimento (que você pode ver clicando aqui), ainda falta preenchê-la com muitas coisas =P

Por isso, andei pesquisando algumas inspirações de decoração para a sala. Encontrei ótimas ideias e vim compartilhá-las com vocês 🙂

O que pude ver em todas as fotos é: não é preciso gastar muito para dar um toque especial para qualquer sala. A beleza está nos detalhes, em um arranjo de flores diferente, em quadros ou detalhes nas paredes… Existem diversas ideias para deixar a sua sala ainda mais aconchegante, sem que você precise investir muito em móveis ou itens caros. 😉 Vejam só:

2013-08-12_13-12-19

2013-08-12_13-11-41

2013-08-12_13-15-13

2013-08-12_13-11-32

2013-08-12_13-37-27

2013-08-12_13-37-12

2013-08-12_13-11-21

2013-08-12_13-11-51

2013-08-12_15-35-07

Depois de ver essas ideias, decidi que agora quero uma escada velha para fazer de estante 😀 hahaha

E vocês, o que acharam das imagens? 🙂

Beijos!

Ver o post original